Terrivelmente enrolado

Por Alceu Nader

QUEM BANCOU PÉRIPLO DESPORTIVO DE KASSIO NUNES MARQUES NA EUROPA?

CABE IMPEACHMENT? SIM, CABE.

 

O jornalista Rodrigo Rangel, do portal “Metropóles”, de Brasília, assina reportagens expondo escândalos de Brasília há pelo menos vinte anos. Pelos jornais (ESTADÃO, GLOBO, CORREIO BRAZILIENSE) e revistas (VEJA, ÉPOCA, ISTOÉ) que passou, colecionou prêmios que certificaram a qualidade de seu trabalho. Várias de suas reportagens inspiraram os concorrentes para a busca de pormenores que davam forma e acabamento para suas revelações.

Esse passado virtuoso, porém, não está sendo considerado na sua recente reportagem “Exclusivo: bancado por advogado, ministro do STF vai de jatinho a Paris para final da Champions”. Apenas um grande jornal regional acompanhou a repercussão, que, desta vez, ficou a cargo de blogs e sites considerados “de esquerda”.

Sua reportagem do “Metrópoles” trata do intenso périplo desportivo pela Europa do ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Kassio Nunes Marques, a bordo de um Citation X, jatinho particular do advogado Vinícius Peixoto Gonçalves, que atua no Rio de Janeiro, e tem escritório com vários processos tramitando no STF.

Além de assistir ao emocionante Real Madrid 1 x Liverpool 0, o ministro, que levou pelo menos um acompanhante, assegura a reportagem, conheceu o templo do tênis de Roland Garros e deu uma esticada ao vizinho Principado de Mônaco para assistir a tradicional corrida de Fórmula 1. A preços do mercado, o custo do transporte aéreo, por passageiro é de cerca de R$ 250 mil. O ministro ganha, limpos, R$ 29,7 mil, por mês.

 

JORNALÕES NA MUDA. MEDO?

O ministro desmentiu a reportagem, mas não disse quem pagou pelo circuito esportivo. Diz que conheceu o dono do jatinho durante a viagem, mas deixa a dúvida: quem bancou?

A coluna de Cristina Serra, na FOLHA de hoje, “A farra aérea de Nunes Marques”, aponta prevaricação e traz lua sobre possível impeachment por quebra de decoro, segundo “as regras estão estabelecidas na Constituição Federal combinada com a lei 1.079/1950.”

ESTADÃO e GLOBO continuam na muda. Cristina Serra acrescenta: “O Brasil rebaixou-se a um grau de derretimento ético tão profundo que a publicação da farra de Sua Excelência reverberou quase nada entre autoridades, instituições, imprensa. Como interpretar tamanho silêncio? Permissividade com a transgressão? Lassidão moral? Cumplicidade? Corporativismo? Medo? Tudo junto?”

Em um país minimamente sério, Vossa Excelência “terrivelmente evangélica” estaria terrivelmente ameaçado de perder o cargo por quebra de decoro.

Link para a reportagem:

Exclusivo: bancado por advogado, ministro do STF vai de jatinho a Paris para final da Champions

https://www.metropoles.com/colunas/rodrigo-rangel/exclusivo-bancado-por-advogado-ministro-do-stf-vai-de-jatinho-a-paris-para-final-da-champions

 

Alceu Nader é jornalista. Trabalhou no Senado Federal, na chefia de Reportagem da TV Globo e nos impressos JT, Estadão e revista Veja

 

 

Veja também

E se o futuro já aconteceu?

Em pesquisa para um artigo futuro, topei com uma bela galeria de Woodstock (Agosto de 1969) no deMilked, com material roubartilhado do

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.