Construir Resistência

Lula

As manifestações pelo mundo…

Por Túlio Vilaça  Na França, o governo decidiu invocar um artigo da Constituição estratégico, que permite mandar o Parlamento às favas e aprovar uma lei porque ele quer, e com isso aumentou em dois anos a idade da aposentadoria. Protestos em todo o país, população nas ruas, e o governo diz: dane-se. Em Israel há um golpe em curso, o governo de extrema direita está tentando aprovar uma lei que permite anular decisões do STF de lá. Ou seja, o Supremo diz que algo é ilegal, e o governo diz – dane-se. Protestos em todo o país, população na rua, reservistas se recusando a serem convocados, e o governo diz… Nos EUA, o governo ameaça banir o Tik Tok, empresa chinesa, acusando-o de compartilhar dados dos usuários com o governo chinês. Aparentemente, quer nos fazer acreditar que nenhuma das empresas americanas como Meta e Google faz isso com o governo americano. Parece estar bem menos preocupado também com o uso dessas redes para disseminar o fascismo, na forma de teorias de conspiração e fake news. Estes são países classificados como democracias. O segundo, inclusive, é chamado a única democracia do Oriente Médio, e apoiado incondicionalmente pelos EUA (assim como apoiam a ditadura da Arábia Saudita). Já por aqui, tivemos um governo de extrema direita que por muito pouco não devastou a nossa democracia. Foi defenestrado por uma coalisão gigante, e mesmo assim com enorme dificuldade, enfrentando uma montanha de informações falsas disseminadas pelas redes sociais. E hoje se sabe que o mercado financeiro preferia que ele tivesse ficado e é oposição total ao governo que tenta reconstruir o país. São coisas que levam a gente a relativizar temas como democracia e liberdade de expressão. Não elas em si e seu valor, mas a classificação dada a quem as aplica e de que forma, e os momentos em que são invocadas, e para quê. E como elas se curvam e se amoldam aos interesses da elite financeira, e como elas servem enquanto servem de fachada a seus interesses, e como elas podem ser descartadas facilmente quando os contrariam – ou exaltadas enquanto são violadas e distorcidas diante dos nossos olhos. Túlio Vilaça é crítico musical e profissional de Comunicação   AJUDE A MANTER O CONSTRUIR RESISTÊNCIA PIX para Simão Félix Zygband no 11 997268051 OU CLICANDO E OBSERVANDO OS ANÚNCIOS QUE APARECEM NA PÁGINA. QUALQUER FORMA DE CONTRIBUIÇÃO É BEM VINDA.

As manifestações pelo mundo… Read More »

Parem de fazer campanha contra o Lula

Por Herval B.Barreto Essa celeuma do jornalista Merval, da Globo, de fazer apelo para que o #Lula desista de sua candidatura é um desrespeito. Ao  processo eleitoral e, de certa forma, uma agressão à democracia. É lamentável que isso ocorra. A mídia hegemônica, ou seja as organizações Globo, os grupos Folha e Estadão e quem mais vestir a carapuça tem todo direito de escolher seus candidatos, mas o que não pode é desconstruir os adversário políticos fazendo jogo sujo. Vocês têm expertise nisso: fazer o jogo rasteiro, acabando com a democracia. É inacreditável, inaceitável até, esse pessoal vir a público reivindicar que o maior líder da esquerda do Brasil – e olha lá se não do mundo-. que lidera todas as pesquisas de intenção de voto, com a maior cara de pau usar o veículo de comunicação para que Lula desista de sua candidatura. Estou me referindo ao Luiz Inácio Lula da Silva! Esses caras acham que mandam em tudo, se acham os reis da cocada preta. Essa atitude, Merval, é um acinte ao povo brasileiro. Pare de interferir na vontade e direito do povo de escolher os seus governantes. Já não basta Bolsonaro, que vocês empurraram goela abaixo? Se vocês querem bancar Sérgio Moro, o juiz que cometeu vários crimes na #lavajato é problema de vocês, mas num país sério esse  candidato estaria preso. Vocês se arvoram no direito de escolha, mas pelo amor de Deus deixem o povo, que é soberano, também escolher. O problema é que vocês só pensam no próprio umbigo, são contra o Brasil. Faz um favor ao povo brasileiro: deixem de perseguir o Lula e o PT, Vocês nunca pensam nos pobres, parece até que tem prazer em vê-los sofrer. Vocês enriquecem explorando o Estado e a miséria de uma nação inteira, mas defendem um estado mínimo para os pobres. Podem espernear do jeito que quiserem, vão ter que engolir o sapo barbudo. Herval B. Barreto é cidadão brasileiro. Ativista da causa Brasil

Parem de fazer campanha contra o Lula Read More »

Rolar para cima