Construir Resistência
68CE66A0-B25A-4928-BC87-4CE0BC98D98B

PRIMEIRO DEBATE DE ELEIÇÕES DO RIO NA TV IGNORA DISPUTA PRESIDENCIAL

Por Jorge Antonio Barros

Compartilhado do Quarentena News

O primeiro debate entre os principais candidatos ao governo do Estado do Rio, promovido pela TV Bandeirantes, foi realizado na noite de domingo e reuniu Cláudio Castro (PL), Marcelo Freixo (PSB), Rodrigo Neves (PDT) e Paulo Ganime (Novo). O debate girou em torno de temas locais, como segurança, saúde, transportes públicos. Com exceção de Freixo – que apoia Lula — nenhum dos candidatos citou os políticos que polarizam a eleição para presidente da República – Luiz Inácio Lula da Silva e Jair Bolsonaro.

O governador Cláudio Castro foi bastante cobrado por causa do escândalo dos cargos secretos na Fundação Ceperj. Castro falava sobre suas medidas na saúde, como se não tivesse sido responsável pelo estado com o maior número de mortos na pandemia, na gestão Witzel-Castro, quando o secretário de saúde foi preso por desviar dinheiro dos hospitais de campanha.  Com layout repaginado, no estilo CEO, Freixo foi o mais atacado pelos candidatos. Ganime fez tabelinha com Rodrigo Neves que, a meu ver, teve a melhor performance no debate. Ele foi preso pela Lava-Jato, mas publicou até um livro jurando inocência.

Nas redes sociais, a sensação foi de que o debate foi frio. Já não se faz mais debates como antigamente. Ou o público tá acostumado com a democracia ou não tá nem aí. Um sinal disso é que antigamente a Band colocava mediadores minimamente conhecidos. Agora foi uma jovem que nunca vi mais gorda.

O DEBATE EM 50 TWEETS DO REPÓRTER DE CRIME
Como costumo fazer nos debates eleitorais, acompanhei quase tudo pelo Twitter do @reporterdecrime. Veja aqui os melhores momentos do debate em 50 tweets.

1) Marcelo Freixo: “Bolsonaro na presidência e Claudio Castro levaram o Brasil de volta ao mapa da fome”.
2) Rodrigo Neves fala sobre a pobreza extrema do estado e que sua gestão em Niterói vai ajudá-lo.
3) Governador Cláudio Castro: “Hoje FAZEM 16 anos da Lei Maria da Penha (…)”. Vai aprender português!
4) Neves: “Desde a Pandemia, a Supervia acabou com o trem expresso entre Campo grande e o Centro do Rio; barcas estão abandonadas; metrô não chegou à Gávea”. Conta uma nova novidade.
5) Neves promete tirar do papel projeto da linha 3 do metrô, a partir de São Gonçalo.
6) Paulo Ganime é engenheiro filiado ao partido NOVO. Atualmente cumpre seu primeiro mandato como deputado federal pelo estado do Rio de Janeiro, eleito com 52.983 votos nas eleições de 2018. Famoso quem?
7) Neves rolou a bola para Freixo: “qual sua opinião sobre as operações de Castro?”.
8) Freixo: “Niterói está em 96° lugar em segurança” (alfinetada em Neves). Disse que vai integrar as polícias, com metas e plano de carreira para os policiais. Colocar a tecnologia a serviço da segurança pública. Vai criar projeto de prosperidade nas comunidades.
9) Neves: “Freixo, em 99 vc transferiu seu título de Niterói (deu o troco)”. Fez crítica mais contundente contra a política de segurança. Freixo devolveu, dizendo que Neves fracassou em segurança e saúde.
10) Freixo para Castro: “Quero saber se conversa com fantasmas, pois gastou mais de R$ 200 milhões com o Comperj (Sic)”.
11) Castro agradeceu a Freixo para se explicar sobre o escândalo e disse que não há nada de fantasma porque as pessoas vão ao banco receber os salários. Não explicou NADA.
12) Freixo: “Cláudio, vc é culpado pelos fantasmas ou é incompetente por não saber administrar; R$ 57 milhões foram desviados da educação no seu governo”.
13) Castro apela: “Freixo, vc fugiu do PT”.
14) Castro, bolsonarista e negacionista, pergunta a Ganime sobre saúde: “O que pretende fazer na área?”.
15) Ganime critica a falta de transparência na fila de transplantes. A saúde tem que ser integrada, diz o candidato do Novo. Novidade, né?
16) Ganime corrigiu Freixo: “É Ceperj e não Comperj”.
17) Negacionista e bolsonarista, Castro diz que foi o único governador que fez plano de carreira para a saúde. Me engana que eu gosto!
18) Ganime diz que Castro não entende nada de transparência. É. Pode ser.
19) Resumo do primeiro bloco. Freixo bate em Castro e em Neves. Neves devolve pra Freixo. Castro gagueja e não explica o escândalo do Ceperj. Ganime, do Novo, não conta nenhuma novidade.
20) Ganime, com jeito de azarão, escolhe Freixo pra falar de segurança. Freixo: “Tem que prender qualquer bandido (traficante, miliciano ou político corrupto). Quero disputar cada menino nas comunidades”, diz Freixo.
21) Ganime acusa mandato de Freixo proteger bandidos. “Isso não é trabalhar pela população e pela polícia”, afirmou. Ganime abusa do estilo direitos humanos pros humanos.
22) Freixo devolveu na lata: “Vc votou a favor do voto impresso”. Meu Deus. Fora Ganime. Vai pra casa, Padilha!
23) Negacionista e bolsonarista, Castro é escolhido pra falar de políticas sociais. O governador diz que dá café da manhã pros trabalhadores e que trabalha pra tirar as pessoas das ruas. Me engana que eu gosto!
24) Réplica de Freixo: “Há mais de SETE MIL pessoas morando nas ruas do Rio”. Declaração mais próxima da verdade. Freixo critica o congelamento do salário-mínimo no estado.
25) Castro apela, dizendo que Freixo não pode ganhar a eleição em hipótese alguma. Tá apelando, governador.
26) Castro para Neves: “O que pretende fazer na saúde?”. Neves diz que o Rio sofreu a maior letalidade da Pandemia no país por falta de coordenação na saúde. Lembra os desvios de verba da saúde no governo Witzel-Castro. Verdade!
27) Castro denuncia que Neves fez apartheid entre Niterói e São Gonçalo. Neves responde, insistindo na vergonha dos hospitais de campanha do governo do estado. Neves diz que Niterói forneceu respiradores para hospitais estaduais.
28) Neves: “Ouvir o Cláudio Castro falar parece que a gente está na Ilha da Fantasia”.
29) Castro tá buscando o confronto com Freixo, mas este prefere o diálogo com Neves.
30) Neves ameaça encampar a SuperVia.

31) Freixo promete criar Autoridade Metropolitana para coordenar os transportes, em benefício de maior integração*
32) Neves diz que Freixo é arrogante e “parece totalmente despreparado para governar o estado”. Confronto entre os candidatos do campo da esquerda. Como diz o ditado, a esquerda só se une na cadeia.

33) Neves pergunta a Ganime como ele avalia a posição de Freixo a favor dos blackblocs. Ganime aproveita e diz que Freixo só defende bandido. Tabelinha entre Neves e Ganime.
34) Freixo pede direito de resposta por causa da acusação feita por Ganime, o liberal. Neves insiste que Freixo apoiou blackblocs, mudou a linha política e se associou Cesar Maia. “Freixo agora é Lula desde criancinha”, afirma Neves.

35) Neves, suposto progressista, faz tabelinha com o liberal Ganime, que diz que Freixo quer ser de Centro. Programa nega direito de resposta a Freixo por achar que não foi ofensa pessoal.
36) Ganime pergunta se Castro vai governar para o povo ou para os políticos que o cercam. Castro alega que criou um pacto. Espero que não seja com o diabo.
37) Castro bate em Ganime e este diz que o Novo, com Zema, entrega resultado. O Novo é mesmo a política de resultados? Já ouvi falar nisso no sindicalismo.
38) Em outras palavras, Ganime diz que Castro faz política fisiológica. E faz mesmo.
39) Freixo foi o único a atrair a oposição e ataques de TODOS os candidatos. Devem estar preocupados com a posição dele nas pesquisas.

40) A produção da Band pergunta qual será seu primeiro ato depois de eleito.

41) Castro, o maquinista: “Gostaria de ser lembrado como alguém que botou o Rio nos trilhos”. E mente, dizendo que tirou o estado da recessão.

42) Neves analisa a crise financeira do estado, com a pior situação na pobreza.”Minha primeira ação será um programa de renda básica para tirar 1,2 milhão de famílias da miséria”, diz Neves.

43) Ganime diz que seu primeiro ato será colocar gestores no governo. Que vai combater a criminalidade, blá blá blá.

44) Freixo do que seu primeiro ato será descongelar o salário-mínimo. Com Lula, pretende reativar a indústria naval. “Precisamos quebrar um ciclo de governadores presos por corrupção”.

45) Castro agradece a quem ficou assistindo até agora. Realmente tinha mais o que fazer. Mas não precisa me agradecer, não. Eu agradeço aos eleitores se o Sr não for reeleito.

46) Nem gastando R$ 300 milhões com propaganda, Castro conseguiu mostrar tudo o que ele diz que tem feito pelo estado do Rio.

47) Freixo agradece a seu vice, Cesar Maia, “com uma história tão bonita” e a Lula. Freixo tentar colar à candidatura de Lula, mas parece que o PT tá querendo Neves.

48) Ganime fala com jeitinho de azarão. Mas não esqueçam do caso Witzel. Não votem em quem vocês não conhece. “Confie em mim”, diz.

49) Em suas considerações finais, Neves faz retrato da crise do estado e garante que “o governo Cláudio Castro é uma tragédia”. Foi a melhor finalização, na minha modesta opinião. Mas está longe de disputar com Castro.

50) Esse Castro é um fisiológico, clientelista, negacionista, bolsonarista, e ajudou Witzel a sepultar habitantes do Rio que morreram de Covid. O estado foi campeão de mortes por Covid graças a essa dupla, responsável pelo roubo na saúde em plena Pandemia.

*Esse projeto já foi criado na Alerj, como me informou a jornalista Fernanda Nogueira.

 

JORGE ANTÔNIO BARROS é jornalista e editor chefe do blog Quarentena News.

FOTO

Paulo Ganime, Marcelo Freixo, Rodrigo Neves e Cláudio Castro

Compartilhar:

Facebook
Twitter
LinkedIn
WhatsApp
Email

Matérias Relacionadas

Rolar para cima