Construir Resistência
pablo.jpeg

O TSE e a Pabllo Vittar

Por Cristina Serra

Entre as qualidades que eu mais aprecio nas pessoas, sem dúvida, a principal delas é a coragem. Se eu já tinha um imenso respeito pela Pabllo Vittar, nem sei dizer o tamanho da admiração que eu tenho por ela depois da sua participação no Lollapalooza. A história está cheia de artistas que iluminam as sociedades em que vivem, sobretudo em momentos de escuridão como esse em que estamos mergulhados.
A Pabllo tem essa capacidade, com sua coragem e disposição para o enfrentamento de preconceitos e hiprocrisia, sabendo que se torna um alvo fácil, exposta a muitos riscos.
A atitude da Pabllo no festival motivou a reação dos advogados bolsonaristas e uma absurda decisão de censura e afronta à liberdade individual por parte de um ministro do TSE. Em decisão liminar, o ministro concordou com o pedido dos advogados para proibir “propaganda político-eleitoral” dos artistas. A decisão é uma agressão à Constituição e só uma mostra do que vem por aí.
A Pabllo botou o dedo na ferida. Muitíssimo obrigada. Se tem alguém que me representa, esse alguém é você, Pablo.

 

 

Cristina Serra é jornalista, ex-repórter da TV Globo e colunista da Folha de S.Paulo. É candidata à presidência da Associação Brasileira de Imprensa (ABI)

Compartilhar:

Facebook
Twitter
LinkedIn
WhatsApp
Email

Matérias Relacionadas

Rolar para cima