Construir Resistência
6A2B8DA8-18D5-42BC-913A-824B737D9716

O ovo da serpente

Por Milton Pereira

Eduardo Bolsonaro depois de ironizar a tortura praticada por agentes da ditadura contra Miriam Leitão e dizer “tenho pena da cobra”, voltou a agredi-la ao duvidar que ela, quando estava grávida, tenha sido espancada e colocada nua em uma sala escura junto com uma jiboia.
“Ela só tem a palavra dela, dizendo que foi vítima de uma tortura psicológica quando foi jogada dentro de uma cela junto com uma cobra. Eu fico com a pulga atrás da orelha, porque você não tem um vídeo, não tem outras testemunhas, não tem uma prova documental, não tem absolutamente nada.”
Miriam Leitão ajudou a chocar um ninho de ovos de serpente venenosa e agora experimenta a picada de um ofídio muito mais perigoso do que aquele que lhe fez companhia no cárcere, que nem veneno tinha, e lhe causou tanto terror. Sua memória curta foi reavivada da pior maneira possível. Seu entendimento de que nada é pior do que o PT passou a ser o de que nada é tão ruim que não possa piorar. O veneno inseminado na nação já apresenta seu efeito devastador na população.
Como se não soubesse com quem estava lidando, agora Miriam vê que não há espaço para arrependimento, nem para ela nem para seus companheiros de emissora, que tanta propaganda fizeram das boas mudanças que estariam por vir com o fim de um governo progressista de centro-esquerda e a implantação de um governo neoliberal de ultradireita encabeçado por um militar afastado das Forças Armadas por traição; um economista que levou o Chile à miséria e prometeu vender o Brasil a preço de banana; um juiz medíocre que fabricava provas, em conluio com os promotores e a CIA, para prender inocentes e conseguir um lugar ao sol, enriquecendo de vez.
Todos sabiam do histórico político do deputado que nunca teve um projeto aprovado e praticava rachadinhas de gabinete; do economista dono do BTG Pactual que fraudava fundos de investimentos; e do juizeco de primeira instância que prendeu um presidenciável por fatos indeterminados para afastá-lo das eleições.

Milton Pereira é profissional de editoração, artista plástico e músico.

Compartilhar:

Facebook
Twitter
LinkedIn
WhatsApp
Email

Matérias Relacionadas

Rolar para cima