Construir Resistência
Bolsonaro caos

O genocida volta ao local do crime

Por Simão Zygband

Mais do que tentar resgatar as joias que tungou do povo brasileiro e parte delas estão escondidas na casa do ex-piloto racista Nelson Piquet, o genocida Bolsonaro, aquele que foi sem nunca dever ter sido, volta aos local do crime, onde foi o responsável direto por parte das mais de 700 mil mortes ocorridas durante a pandemia de Covid-19, exatamente por menosprezar a doença, ridicularizar aqueles que morriam sufocados e demorar para efetuar a compra de vacinas, comprovadamente efetivas no combate ao vírus.

O genocida certamente tem o prazer sádico de retornar ao Brasil, depois de ter fugido ainda em dezembro antes da posse do Lula, para tentar terminar sua obra macabra marcada pela mortandade em massa, tráfico de drogas e de joias preciosas, genocídio dos Ianomamis, permissão para desmatamento e destruição desenfreada da Amazônia. Praticamente não deixou pedra sobre pedra.

O ex-presidente decidiu assim voltar ao local do crime. Age como um capeta que não quer abandonar o corpo de sua vítima, apesar de ter praticado as maiores atrocidades contra ela. Um coisa ruim que foi exorcizado nas urnas pelo povo, mas que continua pairando sobre a carcaça da destruição que ele produziu, como um urubu, uma ave de mau agouro.

Lula sabia os desafios que teria pela frente para reconstruir um país deixado em terra arrasada. Onde o fascismo passa não nasce grama. Mas a força do povo fará ela rebrotar. O primeiro passo já foi dado no dia 30 de outubro, quando a Frente Ampla, costurada com maestria pelo nosso presidente, deu o primeiro passo para recolocar o país nos eixos, trazê-lo de volta à civilização e voltar a ser respeitado no mundo.

O Brasil ainda está em reconstrução. Mas aparentemente já achou a maneira de domar as bestas feras que foram incentivadas pelo genocida, pelo homem ligado às milícias, ao banditismo, ao narcotráfico.

É como disse a presidenta do PT, Gleisi Hoffmann, em vídeo, para lembrar ao genocida o novo país que ele encontrará: “E aí, Bolsonaro, está voltando? Venha ver como o Brasil melhorou na sua ausência. O Bolsa Família voltou, o Minha Casa Minha Vida também está de volta. O salário mínimo voltou a ter aumento real, acima da inflação, a tabela do Importo de Renda voltou a ser corrigida. Estamos contratando 25 mil médicos para o Brasil. A filadas cirurgias voltou a andar. O governo vai aportar 600 milhões de reais para atender quem tem urgência. O Programa Nacional de Vacinação está aí também para nunca mais repetir o genocídio que você causou. A vergonhosa Lei dos Gastos não vai mais vigorar. A farra das armas acabou. O garimpo criminoso que você estimulou está sendo combatido”.

Veja o vídeo completo da Gleisi Hoffmann no link abaixo

 

 

 

 

 

Compartilhar:

Facebook
Twitter
LinkedIn
WhatsApp
Email

Matérias Relacionadas

Rolar para cima