Nestlé reconhece em documento interno que mais de 60% de seus produtos não são saudáveis

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on email
Email
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on telegram
Telegram

Construir Resistência recomenda uma leitura atenta:

Nestlé, a maior empresa de alimentos do mundo, reconhece em documento interno que mais de 60% dos produtos que comercializa —de chocolates e doces a cereais matinais e sorvetes— não atendem aos critérios necessários para serem saudáveis e que algumas das categorias de bebidas e de alimentos que produz “nunca serão saudáveis, por mais que sejam renovadas”.

A informação, enviada aos dirigentes da empresa suíça no início do ano, foi publicada nesta segunda-feira pelo jornal Financial Times. Procurada, a empresa no Brasil reforçou o posicionamento global em que afirma que “está trabalhando em um projeto para atualizar sua estratégia pioneira de nutrição e saúde”.

“Nossos esforços se baseiam em uma base sólida de trabalho ao longo de décadas para melhorar o valor nutricional de nossos produtos. Por exemplo, reduzimos os açúcares e o sódio em nossos produtos de maneira significativa nas últimas duas décadas, cerca de 14-15% apenas nos últimos sete anos.”

(#ElPaísBrasil, com reportagem de Madri)

Para acessar o texto original basta selecionar o endereço eletrônico e apertar o botão do lado direito do cursor:

https://brasil.elpais.com/internacional/2021-05-31/nestle-reconhece-em-documento-interno-que-mais-de-60-de-seus-produtos-nao-sao-saudaveis.html#:~:text=A%20Nestl%C3%A9%2C%20a%20maior%20empresa,alimentos%20que%20produz%20%E2%80%9Cnunca%20ser%C3%A3o

Veja também

Vim das selvas

Por Adriana do Amaral Quando o presidente da Argentina, Alberto Fernández, disse que “os brasileiros vieram da selva”, muita gente se revoltou

#19J

São inúmeras as razões de ir às ruas, hoje. #Comidanoprato #Vacinanobraço #Forabolsonaros #Vidasimportam  

Criptomoedas e suicídio

Por Ari Meneghini Ocorreu há dois dias mais um suicídio de um jovem que tentou ficar rico rapidamente com as criptomoedas. Perdeu,

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *