Construir Resistência
Minto

Mídia passa pano para as mentiras do Bozonazi

Por Angela Carrato

Nos Estados Unidos e na maioria dos países europeus, ao final de um debate entre candidatos ao governo, os principais veículos de mídia fazem uma espécie de lista das mentiras que foram ditas.
Aqui isso nunca aconteceu, com a mídia corporativa deixando Bolsonaro seguir livre, leve e solto com suas mentiras.
Mas se eles não fazem a lista, eu faço.
Eis aqui a relação das principais mentiras contadas (ou recontadas) por Bolsonaro no debate deste domingo.1. É mentira que Bolsonaro tenha se preocupado com a pandemia e com a compra de vacina no momento adequado.
2. É mentira que Bolsonaro tenha se preocupado com a morte de quase 700 mil pessoas, o segundo maior número de mortes no mundo, atrás apenas dos Estados Unidos, então administrado pelo igualmente extremista de direita, Donald Trump.
3. É mentira que Bolsonaro fez a transposição do Rio São Francisco.
4. É mentira o que Bolsonaro disse sobre a presença de criminosos ao lado de Lula na visita ao Complexo do Alemão, no Rio de Janeiro.
5. É mentira o que Bolsonaro disse sobre Lula ter responsabilidade em Belo Horizonte não dispor de metrô. É importante lembrar que quem sempre impediu o metrô na capital mineira foram os donos das empresas de transporte coletivo. No primeiro governo de Aécio Neves (2003-2006), por exemplo, o seu vice foi ninguém menos do que Clésio Andrade, o todo poderoso dirigente da Confederação Nacional dos Transportes (CNT).
Se os jornalistas da mídia corporativa estivessem dispostos a repor a verdade, teriam que dizer que na mentira sobre o metrô, o objetivo de Bolsonaro era tentar ganhar o voto dos eleitores da capital mineira, que passam horas a fio igual sardinhas em lata dentro do transporte coletivo.
6. Quem transformou a Petrobras em vaca leiteira de algumas centenas de ricaços brasileiros e estrangeiros foram os golpistas que derrubaram Dilma Rousseff do poder em 2016. De lá para cá, a empresa vem sendo fatiada, destruída por dentro e privatizada, sem que a mídia corporativa dedique uma reportagem sequer ao assunto. É dispensável dizer que no quesito privatizações, a mídia corporativa e Bolsonaro são parceiros deste butim contra o povo brasileiro.
7. É mentira que Lula seja contra a iberdade de imprensa. Quem agrediu jornalistas (especialmente as mulheres), ameaçou cortar verbas publicitárias da imprensa e até cassar a concessão da TV Globo foi Bolsonaro.
8. É mentira que Lula seja contra a liberdade religiosa. Quem tem perseguido as religiões de matrizes africanas são as igrejas neopentecostais aliadas de Bolsonaro. Bolsonaro e sua comitiva, inclusive, fizeram arruaça e tentaram tirar proveito eleitoral das duas maiores festas dos católicos brasileiros: o Cirio de Nazaré e a festa da padroeira do Brasil, Nossa Senhora Aparecida.
9. Bolsonaro mente quando diz respeitar a família. Como explicar o tal “pintou um clima” que ele disse em se tratando das meninas venezuelanas?
10. Bolsonaro mentiu quando disse que era mentira que, se eleito, pretenda ampliar o número de membros do STF.
Mas os “bravos” jornalistas da mídia corporativa não viram nada disso.
Eles preferem ficar no lenga-lenga de quem administrou melhor o tempo durante o debate, enquanto o país está à beira do precipício.
Conivência, burrice, incompetência ou safadeza? Possivelmente tudo isso junto e misturado.

Angela Carrato é professora de Comunicação da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG)

 

CONTRIBUA

Tá gostando do conteúdo? Ajude a manter o Construir Resistência vivo. Faça um pix em nome de Simão Zygband no 11 997268051.
Não tem grana para contribuir. Faça gratuitamente clicando e lendo os anúncios da página.
É garantia de luta!✊

 

Compartilhar:

Facebook
Twitter
LinkedIn
WhatsApp
Email

Matérias Relacionadas

Rolar para cima