Construir Resistência
Pimenta Leite

Leite com Pimenta

Por Alex Solnik
Pimenta Leite
É claro que Lula vai tentar dourar a pílula, vai tentar convencer o governador Eduardo Leite que não é bem assim, mas ele virou uma espécie de rainha da Inglaterra (ou rei, já que a rainha está morta), vai reinar mas não vai governar, a agenda do Rio Grande do Sul daqui em diante e por muito tempo será a reconstrução do estado e quem vai comandar será Paulo Pimenta e não ele, quem vai dar a palavra final sobre a destinação das verbas federais e internacionais será Pimenta e não ele.
Leite vai continuar no Palácio Piratini, só que o poder político gaúcho estará em outro endereço, aquele em que Pimenta vai atuar, com seus “secretários” e o que também é óbvio é que Pimenta é o nome de Lula para o governo do estado em 2026, se encaminhar bem a reconstrução, e já larga como favorito.
O desafio de Pimenta não é apenas tomar as decisões corretas para o estado voltar aos trilhos no menor espaço de tempo possível (o sucesso do governo Lula depende do sucesso de Pimenta), mas atuar de maneira a não parecer que é o interventor federal, papel que só existe nas ditaduras, ele terá de “endurecer, pero sin perder la ternura jamás”, o que é complicado, pois terá de lidar com prefeituras de oposição ao PT às vésperas das eleições municipais, dentre outros problemas.
Misturar Leite com Pimenta pode dar certo na política?
Na culinária, nunca deu.
Mas Lula é o chef.
Fb Img 1709593411477
Alex Solnik – jornalista

Compartilhar:

Facebook
Twitter
LinkedIn
WhatsApp
Email

Matérias Relacionadas

Rolar para cima