Construir Resistência
Images (1)~2

Kotscho recebe troféu Audálio Dantas 2024 no Dia Nacional da Liberdade de Imprensa, 7 de junho

Por Divulgação 

A homenagem é prestada  àqueles que dedicam suas vidas à defesa da Democracia, Justiça, Direito à Informação e Liberdade de Expressão.

Images (1)~2

Aos 76 anos, o jornalista e escritor Ricardo Kotscho receberá no dia 7 de junho, na Câmara Municipal de São Paulo o troféu Audálio Dantas.

A cerimônia será realizada no Salão Nobre da Câmara Municipal de São Paulo, com início às 19h30 e transmissão ao vivo pela Rede Câmara.

Kotscho é atualmente articulista do Canal “MyNews”. Foi Secretário de Imprensa e Divulgação do Governo Lula entre 2002 e 2004, posto do qual se descompatibilizou para ter mais tempo de escrever suas memórias e retomar sua carreira de jornalista.
Nascido em São Paulo, em 18 de março de 1948, o jovem Ricardo trabalhou como ajudante de jornaleiro e redator de jornais de bairro. Foi repórter especial de O Estado de S. Paulo (1967 a 1977) e da Folha de S. Paulo nos anos 1980, com atuação significativa sobretudo ao longo da campanha das Diretas. Também foi correspondente internacional do Jornal do Brasil na Alemanha e, a convite de Mino Carta, que então comandava a equipe da revista IstoÉ, assumiu posto na publicação em plena redemocratização do país.

Nos anos 2000 viria o convite para ocupar a Assessoria de Imprensa da primeira campanha de Lula para a Presidente. Kotscho também participou da segunda campanha que levaria Lula à Presidência da República, nas eleições de 2002.

Ricardo Kotscho é autor de vários livros, dentre eles, A prática da reportagem (Ática), Serra Pelada, uma ferida aberta na selva (Brasiliense), Explode um novo Brasil – Diário da campanha das Diretas (Brasiliense) e Uma vida de repórter – Do golpe ao Planalto (Companhia das Letras).

O Troféu

A ideia do troféu surgiu em 2016 com o nome “Indignação, Coragem e Esperança” por iniciativa conjunta da OBORÉ, Agência Sindical e Centro de Estudos de Mídia Alternativa Barão de Itararé para homenagear Audálio Dantas.

O jornalista se destacou na luta em defesa dos direitos humanos e da liberdade de expressão, especialmente no período em que foi presidente do Sindicato dos Jornalistas do Estado de São Paulo, de 1975 a 1979 e de 1982 a 1983, durante a ditadura militar.

A primeira e única edição do prêmio “Indignação, Coragem, Esperança” foi entregue ao próprio Audálio Dantas em 8 de julho de 2017, dia do seu aniversário de 88 anos.

Depois de seu falecimento, em 30 de maio de 2018, o troféu foi rebatizado com seu nome, ganhou novas adesões de entidades de jornalistas e de organizações que lutam em defesa da democracia.

Tornou-se um prêmio unitário com o propósito de lembrar a importância de Audálio Dantas em momentos cruciais da história recente do Brasil, além de servir de referência e estímulo para novas gerações de jornalistas, radialistas e toda a gente da imprensa.

Audálio Dantas, patrono do troféu

Conhecido como o repórter que revelou Carolina Maria de Jesus e seu Quarto de Despejo: diário de uma favelada, Audálio Dantas organizou, junto a defensores da democracia, o ato ecumênico em memória de Vladimir Herzog, ocorrido na Catedral da Sé, em 1975, após o assassinato do jornalista por agentes da ditadura, no DOI-Codi de São Paulo.

À época, Audálio presidia o Sindicato dos Jornalistas do Estado de São Paulo.
Em 9 de Junho de 2008, foi agraciado com o título de Cidadão Paulista pela Câmara Municipal, através do vereador Eliseu Gabriel (PSB).
Audálio iniciou sua carreira como fotógrafo na Folha de S. Paulo e passou pelos mais importantes veículos de comunicação do seu tempo. Integrou as equipes das revistas O Cruzeiro, Realidade, Veja e Quatro Rodas. É autor dos livros As Duas Guerras de Vlado Herzog (Civilização Brasileira), Tempo de Reportagem (LeYa), A Infância de Ziraldo (Callis), O Menino Lula (Ediouro), A infância de Graciliano Ramos (Callis) e Repórteres (Senac-SP).

Criação do Troféu

A peça Troféu Audálio Dantas é fruto do talentoso trabalho do artista plástico Roger Mátua. A obra foi criada a partir de uma ilustração da Laerte para a 1ª edição do Cadernos de Jornalismo do Projeto Repórter do Futuro, da OBORÉ, em 1996. A tradicional imagem de São Jorge enfrentando o dragão foi ressignificada pelo traço da artista: ao invés de lança, o santo empunha um microfone e em seu elmo há uma câmera.

Galeria de homenageados

A primeira homenageada com o Troféu Audálio Dantas foi Patrícia Campos Mello, de forma virtual, em 2020, em meio aos piores momentos da pandemia. Mara Régia Di Perna, Luis Nassif e Jamil Chade foram os agraciados em 2021. Julian Assange, Eliane Brum e os jornalistas do Consórcio de Veículos de Imprensa que atuaram na cobertura da pandemia, em 2022. E no ano passado, Valmir Salaro, Bruno Paes Manso, Juliana Dal Piva, Leonardo Sakamoto, Rene Silva e Gregório Duvivier.

Promotores

A curadoria desta comenda desenrola-se ao longo do ano sob a coordenação da Família Audálio Dantas, OBORÉ, UBE – União Brasileira de Escritores, SJSP – Sindicato dos Jornalistas Profissionais no Estado de São Paulo, Agência Sindical, Centro de Estudos da Mídia Alternativa Barão de Itararé e Gabinete do vereador Professor Eliseu Gabriel (PSB).

A iniciativa conta com a participação ativa e criativa das seguintes entidades e coletivos: Associação Brasileira de Imprensa, Associação Brasileira de Jornalismo Investigativo, Associação Brasileira de Pesquisadores em Jornalismo, ARFOC – Associação de Repórteres Fotográficos e Cinematográficos no Estado de São Paulo, Associação Profissão Jornalista, Canal da Praça, Centro Acadêmico Vladimir Herzog / Cásper Líbero, Coletivo Café Sem Pauta, Colibri & Associados Comunicações, Constructo, Escola Municipal de Ensino Fundamental Vladimir Herzog, Federação Nacional dos Jornalistas – Fenaj, FNDC – Fórum Nacional pela Democratização da Comunicação, Fotos Públicas, Instituto do Memorial de Artes Gráficas do Brasil, Instituto Elifas Andreato, IPFD – Instituto de Pesquisa, Formação e Difusão em Políticas Públicas e Sociais, Instituto Premier de Educação e Cultura, Instituto Vladimir Herzog, Intervozes – Coletivo Brasil de Comunicação Social, Jornalistas & Cia, MAR – Museu de Arte a Céu Aberto, Pimp My Carroça e Cataki, Projeto Repórter do Futuro, Rede Nacional de Observatórios de Imprensa, Ricardo Viveiros & Associados, Sindicato dos Professores de São Paulo e Sindicato dos Jornalistas de Alagoas.
Outras entidades interessadas em associar-se às homenagens poderão fazê-lo até domingo, 2 de Junho, através do e-mail reporterdofuturo@obore.com ou do WhatsApp (11) 97360-1975.

SERVIÇO

Entrega do “Troféu Audálio Dantas – Indignação, Coragem e Esperança” a Ricardo Kotsho
Quando: 7 de junho de 2024, sexta-feira
Horário: 19h30
Local: Salão Nobre da Câmara Municipal de São Paulo, 8º andar.

Compartilhar:

Facebook
Twitter
LinkedIn
WhatsApp
Email

Matérias Relacionadas

Rolar para cima