Construir Resistência
tab01-220x300~2

Euforia na campanha de Lula e desespero no QG de Bolsonaro

Resutados da pesquisa Ipec e os fatos ocorridos nos últimos dias reanimaram a campanha petista e frustraram aliados do presidente 

 

POR EVANDRO ÉBOLI

 

 

A pesquisa do Ipec de ontem trouxe o cenário mais indesejável para Jair Bolsonaro e o mais promissor para Luiz Inácio Lula da Silva.

Bolsonaro esperava crescer com os atos 7 de Setembro, tidos como o último coelho da cartola do presidente. Essa expectativa não foi confirmada. O presidente segue estagnado, cercado de notícias ruins quando se detalha os números do levantamento.

A 19 dias da eleição, o que acontece em cada dia, cada fato, conta muito. No QG de Bolsonaro bateu o desespero. O que fazer vendo o adversário renovar chances de vencer no primeiro turno? Ok

Do outro lado, a campanha de Lula está animada. A palavra dita é “renovada”. E na hora certa. Do último final de semana para cá, os acontecimentos favoreceram Lula. Do infeliz vídeo de um bolsonarista que distruibui marmitas para pessoas em vulnerabilidade humilhando uma senhora que declarou voto em Lula ao reencontro de Marina Silva com Lula.

O petista teve um bom desempenho ontem na entrevista à CNN. Além do conteúdo, elogiado pelos seus seguidores, se mostrou mais desenvolto e menos raivoso. Mas firme nas respostas, acreditam os aliados.

No PT, esses fatores estimulam a militância e podem ajudar a levar eleitores “novos” para Lula, gente que ainda pode mudar de voto – em especial quem tem como opções Ciro Gomes e Simone Tebet – e convencer indecisos e aqueles dispostos a votar em branco hoje.

 

Do blog do Noblat

 

 

 

Compartilhar:

Facebook
Twitter
LinkedIn
WhatsApp
Email

Matérias Relacionadas

Rolar para cima