Construir Resistência

Eduardo Bolsonaro debocha de tortura sofrida por Míriam Leitão

Por Lucas Rocha – Revista Fórum 

O filho do presidente Jair Bolsonaro não gostou de um artigo publicado pela colunista sobre as diferenças entre Lula e Bolsonaro

O deputado federal Eduardo Bolsonaro (PL-SP) voltou a atacar a jornalista Míriam Leitão neste domingo (3) em razão de um artigo em que a colunista de O Globo aponta que o ex-presidente Lula (PT) não pode ser igualado ao presidente Jair Bolsonaro (PT) por ter atuado devidamente como um líder democrático. O deputado reagiu debochando da tortura sofrida pela jornalista, reforçando o caráter fascista do clã Bolsonaro.

“Ainda com pena da cobra”, escreveu Eduardo em seu perfil oficial no Twitter. A postagem faz referência à tortura sofrida pro Míriam Leitão durante a ditadura militar. Grávida, a jornalista foi colocada nua em um quarto escuro junto com uma cobra jiboia.

A postagem repugnante veio após Míriam publicar o artigo “Única via possível é a democracia”. ” Como escrevi neste espaço em maio de 2021, não há dois extremistas na disputa, mas apenas um, Jair Bolsonaro. Semana passada, novamente, Bolsonaro provou que ele é um perigo para a democracia”, disse. 

O comentário do deputado foi repudiado nas redes sociais. 

“Meu Deus. É até difícil encontrar palavras. Embrulha o estômago mesmo. O deputado decidiu debochar da tortura pela qual Miriam passou durante a ditadura. Na época, ela estava grávida. É aterrador. Minha total solidariedade a @miriamleitao. Que tristeza chegarmos a isso”, tuitou a jornalista Renata Agostini, da CNN Brasil.

Matéria publicada originalmente no link abaixo

https://revistaforum.com.br/politica/2022/4/3/eduardo-bolsonaro-debocha-de-tortura-sofrida-por-miriam-leito-112459.html

 

Eduardo Bolsonaro exibe camiseta com torturador Brilhante Ustra

Compartilhar:

Facebook
Twitter
LinkedIn
WhatsApp
Email

Matérias Relacionadas

Rolar para cima