Construir Resistência

Documentário Colchão de Pedra estreia no domingo

Por Carlos Ratton

É com grande satisfação que envio o Colchão de Pedra para que você possa assistir a partir deste DOMINGO, de onde e quando quiser. Segue o link: https://bit.ly/3g9cWUQ.

 

Abaixo, alguns comentários de colegas que assistiram na estreia. O seu retorno é bem importante para mim. Bom final de semana.

“Muito forte, consegue transmitir o horror que tem sido a política pública voltada à população em situação de rua”
Gustavo Klein – jornalista e crítico de Cinema

“Na atual conjuntura, onde o vitrinismo e a inútil vaidade ocupam a pauta de segmentos que deveriam estar alinhados na defesa daqueles que têm apenas travesseiros e colchões de pedra, o surgimento desse filme renova nossas esperanças”
Rui Elizeu – advogado especialista em Direitos Humanos

“Um espetáculo! Mas, com conteúdo trágico. Bravo!”
Vicente Cascione – Advogado, colunista, professor e ex-deputado federal

“Impactante e sensível, mostra, sem retoques, a cruel situação de quem vive nas ruas em extrema condição de pobreza. A sequência de depoimentos emocionantes expõe o desalento e a desesperança dessas pessoas, cada vez mais invisíveis para a sociedade, e leva a uma reflexão, explícita em cada cena da obra, sobre a crescente decadência da humanidade”.
Joaquim Ordonez – jornalista e ex-editor de Cidades (A Tribuna)

“Busca o despertar da sociedade para valores humanos tão desgastados pela insensibilidade que permeia alguns espíritos sem luz”
Nilson Regalado – jornalista

“Um filme sensível, que leva o espectador para junto das entrevistadas (os), como se estivéssemos ali, bem pertinho delas (es). Dá vontade de dar um abraço, fazer um afago. Me emocionei várias vezes”
Gabriela Ortega – advogada (Rede Nacional de Advogadas Populares)

“O documentário coloca na mesa, para reflexão e debate, um tema que sempre é varrido para debaixo do tapete. São depoimentos fortes e realistas de quem vive pelas ruas e de quem lida com esse público. Impacta, sim, mas nos convoca para encontrar caminhos que passem bem longe das políticas higienistas e paliativas”
Arminda Augusto – jornalista

“Tal qual Jorge Amado na década de 30 com seus ‘Capitães da Areia’, Tony Valentte, Carlos Ratton e uma equipe de jovens jornalistas mostram, em um litoral não muito diferente do baiano, a incapacidade de muitos em lidar com a miséria”
LG Rodrigues – jornalista (Diário do Litoral)

O filme

O tema de Colchão de Pedra, que uniu o cineasta Tony Valentte, o jornalista Carlos Ratton, e dezenas de estudantes de comunicação social da Universidade Santa Cecília, se dá em torno da aporofobia.

O termo, que foi utilizado e difundido, pelo padre Júlio Lancellotti durante campanha realizada em 2021, que culminou com o sacerdote destruindo blocos de paralelepípedos instalados nos trechos inferiores de viadutos na Capital paulista.

De acordo com dados do Observatório Brasileiro de Políticas Públicas, só na cidade de São Paulo, existem mais de 42 mil pessoas vivendo nas ruas. Em todo o país são mais de 180 mil.

A obra aborda a vida dos moradores de rua que vivem em Santos, cidade do litoral de São Paulo. A produção apresenta os desafios vividos diariamente por essas pessoas, além do preconceito enraizado na sociedade.

 

LANÇAMENTO: Documentário Colchão de Pedra estreia no YouTube da Unisanta no Dia Mundial da Alimentação
📆 Domingo: 16 | OUT | 22 – 00h30
🖥️ Assista aqui:
https://bit.ly/3g9cWUQ
📝 Leia a reportagem:
https://bit.ly/3T0UMDk
🎥 YouTube da Unisanta:
youtube.com/unisantaweb
Acesse e surpreenda-se!

 

 

Compartilhar:

Facebook
Twitter
LinkedIn
WhatsApp
Email

Matérias Relacionadas

Rolar para cima