Construir Resistência
Foto de Sérgio Lima/PT

Dino autoriza ação da Força Nacional e diz estar pronto para “guerra” contra golpistas

Por Lucas Vasques – Revista Fórum 

Foto de Sérgio Lima/PT

Vários ônibus com bolsonaristas desembarcaram em Brasília para promover mais um ato antidemocrático neste fim de semana

 

O ministro da Justiça, Flávio Dino (PSB), divulgou em suas redes sociais, neste sábado (7), novas medidas para combater mais uma ameaça antidemocrática feita por bolsonaristas, que marcaram ações golpistas para este final de semana.

“Além de todas as forças federais disponíveis em Brasília, e da atuação constitucional do Governo do Distrito Federal, teremos nos próximos dias o auxílio da Força Nacional. Assinei agora Portaria autorizando a atuação, em face de ameaças veiculadas contra a democracia”, postou Dino, no início da noite de sábado

Antes, ele já havia destacado o seguinte, também nas redes sociais: “Sobre uma suposta ‘guerra’ que impatriotas dizem querer fazer em Brasília, já transmiti as orientações cabíveis à PF e PRF. E conversei com o governador Ibaneis e o ministro Múcio”.

“Desde cedo, eu e os diretores gerais da PF e da PRF estamos em diálogo e definindo novas providências sobre atos antidemocráticos que podem configurar crimes federais. Vamos manter a sociedade informada. Pequenos grupos extremistas não vão mandar no Brasil“, acrescentou o ministro.

Bolsonaristas convocam CACs para “guerra”

Vários ônibus com bolsonaristas desembarcaram em Brasília, neste sábado, para promover mais um ato antidemocrático no fim de semana. A maioria dos veículos partiu de Mato Grosso e Espírito Santo.

Entre os grupos bolsonaristas, o protesto deste fim de semana está sendo tratado como uma “guerra”. Foram convocados, inclusive, aqueles que possuem armamentos, os Colecionadores Atiradores Desportivos e Caçadores (CACs).

Os golpistas debatem, inclusive, a possibilidade de invasão do Congresso Nacional.

O que é a Força Nacional

Força Nacional de Segurança Pública foi criada em 2004, durante o governo Lula (PT). Trata-se de um programa de cooperação entre os estados brasileiros e o governo federal.

A corporação, vinculada ao Ministério da Justiça, tem o objetivo de auxiliar os entes federativos em “atividades e serviços imprescindíveis à preservação da ordem pública, à segurança das pessoas e do patrimônio, atuando, também, em situações de emergência e calamidades públicas”.

A Força Nacional não faz parte das Forças Armadas. É composta por policiais militares, bombeiros, policiais civis e profissionais de perícia dos estados. Portanto, não são funcionários do governo federal, mas agentes de segurança dos estados, selecionados pela União. Esses agentes ficam à disposição do Executivo e podem ser cedidos por até dois anos

Matéria publicada originalmente no link abaixo da Revista Fórum

https://revistaforum.com.br/politica/2023/1/7/dino-autoriza-ao-da-fora-nacional-diz-estar-pronto-para-guerra-contra-golpistas-129815.html

Compartilhar:

Facebook
Twitter
LinkedIn
WhatsApp
Email

Matérias Relacionadas

Rolar para cima