Construir Resistência
Screenshot 20231126 165508~2

Coletivo Judias e Judeus pela Democracia promove ato pela Paz

Por Simão Zygband

Fotos: Wanderley Oliveira

A reivindicação dos manifestantes é pelo cessar-fogo imediato, pela libertação de todos os reféns, contra o massacre de civis, pelo fim da política de ocupação e contra todo tipo de fundamentalismo.

Screenshot 20231126 165508~2

O Coletivo Judias e Judeus pela Democracia promoveu na manhã deste domingo (26)  ato público na Praça dos Arcos (na avenida Paulista com Angélica) para se posicionar a favor de uma solução negociada para o conflito na Faixa de Gaza. A atividade acontece no 51º dia de guerra entre Israel e o Hamas e no terceiro dia da fundamental negociação de libertação dos reféns israelenses e dos presos políticos palestinos.
Os organizadores do ato convocaram a manifestação alegando que buscava “criar espaços de diálogos dentro e fora da comunidade judaica brasileira” e que somente com o cessar-fogo imediato será possível realizar o diálogo que busque soluções pacíficas para o conflito.
“Além do sofrimento irrepresentável de todas as pessoas diretamente afetadas pela guerra, estamos também profundamente sensíveis à crescente onda de antissemitismo e islamofobia que se apropria deste trágico momento para reforçar e disseminar esteriótipos racistas, acirrando a violências e polaridade e enfraquecendo as vozes que lutam pela paz”, diz a convocatória.
O ato foi bastante simbólico e reuniu pacifistas de todas as matizes religiosas e comunitárias, como um dos organizadores do Coletivo Judias e Judeus pela Democracia, Marcelo Semiatzh, o padre católico Júlio Lancelotti, o rabino Alexandre Leone, o sheikh Rodrigo Jalloul, o membro da Frente Inter-religiosa Dom Paulo Evaristo Arns, Leonel Maia, o deputado estadual Eduardo Suplicy (PT/SP) e a arquiteta de ascendência judaica, Raquel Rolnik, entre outros.
Este grupo de pacifistas judeus e não judeus defendem a solução negociada para o conflito no Oriente Médio e luta para que as atitudes de ódio, radicalismo e de violência sejam deixadas de lado para dar lugar ao necessário diálogo, fundamentais para alcançar a paz, evitando o derramamento do sangue de inocentes e isole os intolerantes, possibilitando a construção de estados israelense e palestino que convivam em harmonia.
Screenshot 20231126 165348~2
Rabino Leone, padre Júlio, sheikh Rodrigo e Leonel Maia
Screenshot 20231126 165254~2
Pacifistas de todas as raças e religiões
Screenshot 20231126 170915~2
Marcelo Semiatzh e Leonel Maia
Screenshot 20231126 171022~2
Eduardo Suplicy
Screenshot 20231126 165432~2
Raquel.Rolnik
Screenshot 20231126 165050~2
Pacifistas no ato na praça dos Arcos
Screenshot 20231126 165206~2

Antissemitismo e Islamofobia não!

Simão Zygband é jornalista, editor do site Construir Resistência, com passagens por jornais, TVs e assessorias de imprensa públicas e privadas. É de ascendência judaica e defensor da Paz

 

APOIE O CONSTRUIR RESISTÊNCIA

PIX para Simão Félix Zygband no 11 997268051 (copie e cole este número no seu pix, qualquer quantia )
OBRIGADO POR COLABORAR

 

Compartilhar:

Facebook
Twitter
LinkedIn
WhatsApp
Email

Matérias Relacionadas

Rolar para cima