Construir Resistência
0DFC0B72-7BE3-4F94-B700-8D9C195EBAD5

Ciro sendo Ciro

Por Cláudio Viola 

Me dei ao trabalho de ouvir a entrevista do Ciro Gomes na rádio Gaúcha hoje pela manhã. As ideias econômicas do Ciro não são ruins, pois a vertente dele é o nacional-desenvolvimentismo. O problema do Ciro é o EGO incontrolável. Já se lançou candidato para a presidência e mais uma vez vai perder.

Ciro é verborrágico e no decorrer da entrevista, entre momentos de lucidez no que tange à economia, ele se perde pelo rancor e pelo mau caráter. Sua obsessão por Lula é deprimente. Jamais vou esquecer que Ciro menosprezou Lula enquanto este penava numa cela da Polícia Federal em Curitiba, numa prisão revestida de irregularidades jurídicas e de cunho essencialmente político. Ciro ratificou mais de uma vez a prisão de Lula e se regozijou com isso.

No momento mais crítico da DEMOCRACIA brasileira em 33 anos, o coronel abandou as trincheiras e foi tomar champanhe em Paris. Deveria ter ficado, deveria ter dado uma trégua em seu ódio por Lula e o PT, deveria ter se comportado como um democrata e lutado contra o neofascismo representado por Bolsonaro. Ele preferiu virar as costas para o Brasil que agora se apresenta para defender.

Hoje ouvi da boca de Ciro que Lula e Bolsonaro estão combinando que não vão participar dos debates eleitorais em 2022. Ridículo. Lula tem em sua facilidade absurda de comunicação e em sua vasta obra social/econômica, de cunho inclusivo, os pilares de sua candidatura. Lula tem história e Ciro tem intenções. Ouvi da boca de Ciro que os governos de Lula foram um desastre.

Que tipo de desastre é esse onde um presidente sai com 87% de aprovação em seu último mandato? Que tipo de desastre é esse quando um presidente coloca seu país no patamar de SEXTA economia do mundo e entrega o Brasil com reservas cambiais acima de 300 bilhões de dólares? Que tipo de desastre é esse onde um governo presidido por Lula tira milhões de brasileiros a linha da miséria absoluta e cujo programa social de transferência de renda (bolsa-família) se torna um referência para o mundo? Que tipo de desastre é esse que diminuiu a inflação, que proporcionou investimentos públicos para geração de emprego e renda num país entregue aos pedaços for Fernando Henrique Cardoso em janeiro de 2003? Que desastroso governo foi este em que Ciro foi ministro e teve seu momento de glória no ministério da Integração Nacional? Ciro deveria, por coerência com sua pretensão democrática, atacar a extrema-direita e a centro-direita que ajudou a colocar o bode JAIR na sala em 2018.

Mas Ciro Gomes, o homem que passou por SETE PARTIDOS políticos e que obteve acolhimento no PDT (pobre Brizola se revirando no túmulo em pleno centenário), prefere atacar LULA e o Partido dos Trabalhadores, evocando o mantra cansativo de que o PT destruiu o Brasil e de que ele, CIRO GOMES, será a salvação. Não dá pra engolir meu caro Ciro.

Sei que alguns te seguirão, mas bastaria uma breve olhada em tua biografia para ver as tuas origens e a dicotomia entre teu discurso e tua prática. Vais perder a quarta eleição. Te sugiro reservar, novamente, um hotel em PARIS para o segundo turno. Não farás falta alguma.

 

Cláudio Viola  é profissional de marketing, economista e cartunista.

Compartilhar:

Facebook
Twitter
LinkedIn
WhatsApp
Email

Matérias Relacionadas

Rolar para cima