Construir Resistência
Bolso desespero

Bolsonaro precisa tirar coelho da cartola para ir ao 2º turno

Do Portal UOL

O jornalista Alberto Bombig classificou como positiva para Luiz Inácio Lula da Silva a nova pesquisa Ipec, que mostrou oscilação de dois pontos percentuais do petista, que passou de 44% para 46% dos votos. Conforme o colunista do UOL, o 7 de setembro pode até não ter sido prejudicial para Jair Bolsonaro (PL), mas comprovou que o presidente apenas falou para sua bolha e não conseguiu novos eleitores— o atual chefe do Executivo está estagnado com 31%.

Por outro lado, o PT tem intensificado os ataques ao atual chefe do Executivo, sobretudo embasado em matérias do UOL sobre as dezenas de imóveis adquiridas pelo clã Bolsonaro em dinheiro vivo, o que deve ter “surtido efeito” entre os eleitores para aumentar a rejeição do candidato. Em meio a esse cenário, Bombig pondera que o presidente deverá tirar um coelho da cartola caso queira levar a disputa para o segundo turno.

“Falei [na semana passada] que o Lula precisaria tirar um coelho da cartola para ganhar no primeiro turno. Agora é o Bolsonaro que precisa tirar o coelho da cartola, que a gente não sabe qual é, para levar essa eleição para o segundo turno. Eu entendo que ele não tem mais nada de positivo para tentar dizer. Imagino que nessas últimas três semanas a gente vá ter uma campanha pesada, dura.”

Para José Roberto de Toledo, as chances de Lula vencer no primeiro turno são maiores caso ele consiga convencer metade dos eleitores que hoje votam em Ciro Gomes a aderirem sua campanha como um “voto útil” para liquidar as eleições já no primeiro turno, sem haver necessidade de uma nova votação para presidente.

Ao analisar o levantamento do Ipec, Toledo destacou que a maioria dos eleitores de Lula e de Bolsonaro tem certeza em seus votos, enquanto 52% dos que dizem votar em Ciro admitem a possibilidade de mudança de voto. Esse número é de 56% entre os que votam em Simone Tebet. Logo, acrescentou, se a metade desses eleitores migrarem para Lula, o petista vence no primeiro turno.

“Você tem a Soraya Thronicke e o Luiz Felipe D’Avila com 2% [dos votos cada], a Tebet com 4%, e o Ciro com 7%, dá 13%. Vamos supor que metade [desse total] troque o voto, ou seja, que metade vá para o Lula, e a outra metade para o Bolsonaro, o Lula se elege no primeiro turno”, avaliou.

Compartilhar:

Facebook
Twitter
LinkedIn
WhatsApp
Email

Matérias Relacionadas

Rolar para cima