Construir Resistência
ciro gomes e lula

Agora só falta você, Ciro Gomes!

Simão Zygband

 

 

Tenho um grande amigo jornalista, de quem só vou revelar o nome se ele me autorizar, que desde sempre esculhambava o Ciro Gomes nas Redes Sociais, de quem a grande maioria ainda tinha algum respeito. Chamava-o de Cangaciro.

O motivo do ódio, misturado com a chacota, é que ele foi ao Ceará fazer a campanha de televisão do Ciro Gomes e, ao ser derrotado, o político cearense deu calote em todos os trabalhadores da produtora, inclusive nele.

O jornalista, não tendo como receber o que lhe era devido, passou a utilizar as redes sociais para “atacar” o pedetista. Lembrava sempre que ele era um “coronel” nordestino, que nasceu no partido da ditadura, a Arena, e com a democratização do país, foi mudando de lado, dando ares de democrata, chegando até a se tornar ministro do primeiro governo do Lula.

Por estas e outras, todo mundo tinha o Ciro Gomes em bom conceito, até por que estava do lado certo da história, ajudando a derrotar a ditadura militar e realizando uma trajetória política correta, sendo crítico dos governos tucanos e, em até certo ponto, também dos petistas, Normal numa democracia. Se posicionou contra o golpe contra a presidenta Dilma Rousseff e orientou o seu partido a votar contra aberrações do governo golpista de Michel Temer e Jair Bolsonaro, como as reformas trabalhista e da Previdência.

Mesmo assim, este meu amigo jornalista dizia que Ciro Gomes era uma fraude, que suas posições políticas tidas como progressistas eram para “inglês ver” e lhe alcunhou o apelido de “Cangaciro”, uma mistura de Ciro com cangaceiros, figuras importantes da história brasileira que se notabilizaram por serem saqueadores que agiam no agreste nordestino, tendo como líder o famoso Lampião.

Claro que todos nós achávamos aquilo uma brincadeira do colega jornalista e, muitas vezes o criticávamos no facebook, falando que ele estava exagerando nas suas críticas e, se a candidatura dele se viabilizasse, ele teria que votar útil em Ciro Gomes, no Cangaciro, para derrotar o execrável capitão reformado Jair Bolsonaro. Bem provável que, mesmo tapando o nariz, ele cometesse o voto cirista, pois nada pode ser pior do que manter o desgoverno da extrema direita do genocida.

Mas não é que Ciro Gomes, ao não renunciar e prestar apoio à Lula e permitir sua vitória no primeiro turno, dando chances de sobrevivência ao genocida, acaba assumindo que de fato é um Cangaciro, que agora está a serviço de tudo o que há de pior na política brasileira dos últimos tempos, prestando-se ao papel asqueroso de ser cabo eleitoral do miliciano?

Não será a primeira vez que Ciro se coloca ao lado equivocado da história. O eleitorado não o perdoa por ter ido com sua família a Paris no momento decisivo de derrotar Bolsonaro nas eleições de 2018. No segundo turno daquela eleição, deu um apoio tímido a Fernando Haddad, que praticamente acabou não fazendo a diferença e ajudou a eleger o facínora. Mas, desta vez, qual a razão para manter a sua teimosa candidatura e não dar sua contribuição para eleger Lula no primeiro turno, liquidando uma fatura que deve ser resolvida já no dia 2 de outubro, esmagando logo a enguia presidencial?

Ciro: faça o favor de renunciar. Aja como tantos outros de seu partido, como a ex-deputada Cidinha Campos e o médico Haroldo Ferreira, da Executiva Nacional do PDT, vice-presidente da Fundação Leonel Brizola, que já declararam apoio ao Lula. O risco é ficar sozinho, amargando uma ridícula porcentagem de votos.

Não assuma o papel de Cangaciro. Faça o bem para o seu país!

Nota do editor (retificação): o jornalista em questão me autorizou a divulgar seu nome, mas preferi mantê-lo no anonimato. Pede apenas que retifique algumas informações. “Grato pela deferência…só duas correções…a campanha é a de 2000 da ex- mulher dele, Patrícia Saboya que concorria à prefeitura de Fortaleza …ele era o coordenador geral da campanha e eu o coordenador de comunicação…não foi campanha dele e sim da ex -mulher…ele não pagou a maioria dos servidores da campanha…a alguns, poucos, pagou sim. Feitas as correções fique a vontade para citar meu nome…e pode dizer que eu sempre avisei…agora a maioria vê que eu estava certo…hahahaha, abração ”

 

Compartilhar:

Facebook
Twitter
LinkedIn
WhatsApp
Email

Matérias Relacionadas

Rolar para cima