Construir Resistência
images

A propaganda é o altar do inferno

Por Alfredo Herkenhoff 

 

 

Os super-ricos brasileiros são a maior ameaça à Carta Cidadã. Eles, exceção à parte, são inimigos da maioria de nós, trabalhadores e desempregados, a grande maioria tentando viver com dignidade, mas com dificuldades crescentes por causa dos banqueiros.

A China já é hoje a maior potência econômica tirando o imenso povão da pobreza, e a Rússia, pós-experiência revolucionária soviética, é a maior potência militar do planeta (maior em guerra nuclear inútil, porque ninguém vence, e maior em guerra convencional porque tem complexo militar e industrial com logística e doutrina vencedoras, Moscou está vencendo na Ucrânia).

As duas nações são as mais poderosas, são as poderosíssimas, porque fizeram o que o Brasil ainda não conseguiu fazer: Rússia e China zeraram o poder dos banqueiros em Moscou e Pequim, ou, noutras palavras, o poder político nas duas grandes nações está acima dos tubarões, oligarcas e golpistas globalistas e financeiristas pensando em auferir juros criminosos e metas de lucros financeiros absurdos.

A Rússia já ganhou a guerra. E se não estivesse ganhando, a China a ajudaria a não perder porque se Moscou perder, Pequim também poderia perder em Taiwan.

Ucrânia é uma guerra convencional. Os russos estão massacrando ao máximo soldados ucranianos e estão evitando ao máximo matar civis ucranianos. O resto é propaganda da OTAN.

Os russos não têm pressa (festina lente). Todo dia eles se apressam mais um pouquinho.

Moscou e Pequim querem alto comércio com os europeus. Não querem um palmo de território do Velho Continente recheado de tribos republicanas, armadas e avassaladas pelos banqueiros norte-americanos. Os europeus estão sendo vistos hoje como escravizados da OTAN, uma tristeza, uma pobreza crescente. Ainda estão bem, ainda vivem o well fare state do Pós Guerra. Mas o empobrecimento é evidente e iminente.

A Europa está pertíssimo de virar uma África da América do Norte.

O Sul Global está total contra eles. E Lula está tentando explicar isso. Mas está difícil.

Os derrotados na Ucrânia acham que não são derrotados. A propaganda é uma merda, é o altar do inferno. Berthold Brecht tinha razão!

Alfredo Herkenhoff é jornalista e escritor. Trabalhou por 20 anos no JB em várias funções, de secretário a colunista do Caderno B. Colaborou com o semanário Opinião nos anos 70.

 

Compartilhar:

Facebook
Twitter
LinkedIn
WhatsApp
Email

Matérias Relacionadas

Rolar para cima