Construir Resistência
7DFDD7A4-EDF7-48C4-8451-90856C892645

A evangélica integralista

Por Milton Pereira

A ex-ministra Damares Alves (Republicanos), que concorrerá ao Senado, publicou um texto no qual apoia Paulo Fernando Melo da Costa, líder integralista também filiado ao Republicanos, que disputará um cargo para deputado federal. Em vídeo, ela diz se identificar com o integralismo, movimento de extrema direita inspirado no fascismo italiano.

A Ação Integralista Brasileira (AIB) é um movimento fascista fundado em 1932. Os fascistas da AIB tinham como lema “Deus, Pátria e Família”, lema incansavelmente usado pelo presidente Jair Bolsonaro (PL), que chegou a utilizá-lo, junto com outros símbolos (como beber leite, por exemplo), quando tentou criar o partido Aliança pelo Brasil.

O integralismo foi fundado por Plínio Salgado, após encontro com Mussolini, na Itália, e se caracteriza pelo nacionalismo autoritário, pela defesa de valores religiosos e pela rejeição da democracia.

Em 2018, líderes integralistas brasileiros afirmaram que viam um bom momento para difundir suas ideias e rejeitarem o rótulo de fascistas, mascarando o termo para integralistas. Esqueceram-se de que, no século passado, o termo nazismo foi usado na Alemanha, fascismo usado na Itália e integralismo usado no Brasil para o mesmo movimento de supremacia branca.

Milton Pereira é profissional de editoração, músico e artista plástico.

Compartilhar:

Facebook
Twitter
LinkedIn
WhatsApp
Email

Matérias Relacionadas

Rolar para cima