Construir Resistência
FB_IMG_1690120755804

Quando o dinheiro faz muito mais dinheiro

Por Mirian Makeba

A Mattel, fabricante da boneca Barbie, está gastando agora rios de dinheiro em troca de OCEANOS de muito mais dinheiro que jorrará em seus bolsos por muitas décadas.
É que quem está por trás do filme que aparentemente critica a alienação da boneca Barbie é a própria Mattel.
O que ela ganha em criticar a si mesma? Simples: Ela lança uma enxurrada de mídia que, só no Brasil, tem custo incalculável já que no OGlobo paga por 3 matérias de destaque com fotos por dia, faz o mesmo no Estadão, sites sobre cinema e etc…
Porque sim, aquilo que parece notícia (como pessoas vestidas de Barbie nos cinemas) é pago, inventam assunto mas é propaganda paga aos veículos como institucionais. Também paga influencers e contrata agências que fazem o assunto atolar as redes sociais.
Note que até eu que não sou paga, estou aqui falando da Barbie porque, da forma como o furacão viraliza, alguém precisa contar que não é questão de sucesso, é questão de dinheiro, investimento feito pela Mattel.
Assim ela repagina o conceito da boneca, que estava ultrapassado, vai lotar os cinemas que estão com 80% das salas reservadas para o filme (isso também eles pagam para os cinemas, tá), e já de cara as lojas renovam seus estoques com 10 vezes mais peças da boneca que está em alta na mídia.
Explico porque tem muita gente achando que é só um filme de sucesso, e não é. É um golpe de gênio em termos de publicidade e uma boa amostra do poder da mídia que ganha dinheiro produzindo muito mais dinheiro para os que tem muito dinheiro para gastar com ela.
Num resumo da ópera, o Capitalismo produz sucessos que não dependem da qualidade do produto.
O pequeno fabricante que inventa o melhor dos brinquedos pode morrer na miséria sem vender seu produto, assim como é comum o melhor dos filmes terminar em estrondoso fracasso de bilheteria porque não tem propaganda e a mídia não abre espaço pra quem não tem dinheiro.
A desigualdade das oportunidades é coisa que quase ninguém percebe, mesmo quando esfregam na nossa cara o poder do Capital”.

Mirian Makeba é psicanalista

Compartilhar:

Facebook
Twitter
LinkedIn
WhatsApp
Email

Matérias Relacionadas

Rolar para cima