Construir Resistência

28 de junho de 2022

Fúria, sincronicidade e a neta do poeta

Voltei da rua bem puto (putíssimo) da vida. Eram três da tarde. Sol com vento gelado. Desabafei aqui com o gato Sócrates: – Gente grosseira, estúpida e ignorante que abunda neste país embosteado dos pés à cabeça. Taqueoparil, véio! Sifudê! O felino respondeu com seu proverbial: – Niuuum seeeiii – eriçando os bigodes. – Mano […]

Fúria, sincronicidade e a neta do poeta Read More »

Rolar para cima