Construir Resistência

14 de dezembro de 2021

Lula está comendo o centro e desbaratando a terceira via

Por Juan Arias no El País Brasil   Em vez de recuar para a esquerda pura, que ele já absorveu, levando até o PSOL, que não tem candidato próprio, sua estratégia é ir comendo o centro e, se possível, parte da direita inconformada   Algo que não se pode negar sobre Lula é sua habilidade como estrategista político, como vem demonstrando, surpreendendo até uma parte do PT, tendo em vista uma eleição presidencial que se apresenta como uma das mais complexas dos últimos tempos. Há 12 anos, em 15 de fevereiro de 2009, escrevi um artigo na edição espanhola deste jornal intitulado E Lula comeu a oposição, que foi publicado no Brasil pelo jornal O Globo. Lula estava em seu segundo mandato e mantinha aprovação popular de 83%. E isso apesar do escândalo de corrupção do Mensalão, envolvendo toda a cúpula de seu partido, que acabou na prisão. E não só isso: conseguiu eleger para substituí-lo, depois de seu segundo mandato, a sua pupila, Dilma Rousseff. Que Lula agora quer comer a direita como um dia comeu a oposição fica evidente pela sua opção para vice, ao ter voltado os olhos para o emblemático Gerardo Alckmin, que no PSDB sempre representou a ala mais conservadora e pertence à Opus Dei, a instituição mais retrógrada da Igreja Católica. Lula sabe, porém, que Alckmin entende de política como poucos porque conseguiu conquistar três vezes o Governo de São Paulo, o Estado mais importante do país, equivalente a toda a Espanha. Se a união com Alckmin se concretizar, Lula terá conseguido entrar no campo do centro, o que suavizaria sua imagem de esquerda em um momento em que o país se inclina mais para o centro, para a direita e até para a extrema direita. É verdade que a política de Lula no momento é arriscada. Com sua conversão ao conservadorismo, ele tenta evitar sua condição de esquerda quando no universo bolsonarista e das Forças Armadas esquerda é sinônimo de comunismo que precisa ser abatido. Que Lula está usando toda a sua estratégia para não ser confundido simplesmente como o líder da esquerda também se observa no fato de que, ao invés de já estar fazendo campanha aqui como os outros candidatos, decidiu, para espanto de muitos de seus seguidores, ir para o exterior, primeiro a Europa, depois a Argentina, onde falou na simbólica Plaza de Mayo, em Buenos Aires, e agora, ao que parece, já tem em vista uma viagem aos Estados Unidos. Enquanto isso, Lula ainda não saiu às ruas aqui no Brasil para fazer campanha. Não compareceu a nenhum dos atos do movimento “Fora Bolsonaro” e até concede as mais importantes entrevistas a jornais estrangeiros. Qual é a razão para essa estratégia que até causa estranheza em alguns de seus conselheiros mais próximos? Difícil de analisar. Lula já deve estar se sentindo muito confiante de que vai acabar ganhando as eleições, sobretudo com sua guinada ao centro, como apontam todas as pesquisas por unanimidade, por isso, o que está fazendo agora, paradoxalmente, é se apresentar no exterior como o próximo presidente, até iniciando uma nova política externa após o desastre levado a cabo pelo Governo do capitão, que acabou fazendo com que o Brasil seja visto como um dos países de maior crise no mundo. E Lula não só começou a comer o centro como até parece querer desbaratar a chamada terceira via conservadora, que busca romper a polarização entre Bolsonaro e Lula. É fato que enquanto em nenhuma pesquisa Lula perde a eleição e em algumas até venceria no primeiro turno, a dezena de candidatos dessa terceira via está paralisada com apenas um punhado de votos. Isso também se revela no fato de a candidatura do ex-juiz Moro, que tem apenas um mês, já ser apresentada como a terceira força nas pesquisas, depois de Lula e Bolsonaro. Daqui até as eleições ainda faltam dez meses, que são uma eternidade na política, e pode ainda haver surpresas, mas o que fica claro é que para Lula e sua estratégia de sempre não só as cartas já estão dadas, como também em sua mão aparecem as que acabarão decidindo o resultado final da eleição. Tudo isso é o que emerge hoje se não houver algum imprevisto daqui até as urnas, como foi o ainda não decifrado atentado a Bolsonaro nas últimas eleições, que, com toda probabilidade, por transformá-lo em mito e abençoado por Deus que lhe salvou sua vida, foi o que lhe deu a vitória. O presidente fascista e golpista brinca que já está cansado de ficar no Planalto, mas, na realidade, com sua compra da parte mais conservadora do Congresso, está se preparando para ser reeleito. E se de algo não há dúvida é que um segundo mandato do capitão seria duplamente perigoso para a já frágil democracia brasileira. Os candidatos da chamada terceira via sabem disso e tentam fazer com que o capitão deixe o poder. E sabe disso Lula, que com seu clássico otimismo já se apresenta, mesmo fora das fronteiras, como o sucessor do psicopata para tentar colocar de volta nos trilhos o trem descarrilado de um país rico que figura tristemente entre os dez mais desiguais do mundo, produzindo pobreza e até fome em milhões de desempregados e sem esperança Matéria publicada originalmente no link abaixo do El País Brasil https://brasil.ais.com/brasil/2021-12-14/lula-esta-comendo-o-centro-e-desbaratando-a-terceira-via.html?ssm=FB_BR_CM&utm_source=Facebook#Echobox=1639442212  

Lula está comendo o centro e desbaratando a terceira via Read More »

MP investiga ganhos do ex-juiz suspeito Sergio Moro com a Alvarez & Marsal

Construir Resistência recomenda uma leitura atenta: Objetivo é apurar valor pago ao ex-juiz que foi considerado parcial pelo STF e responsável pela destruição de 4,4 milhões de empregos 247 – O Ministério Público quer saber quanto o ex-juiz Sergio Moro, declarado parcial e suspeito pela suprema corte brasileira, e apontado pelo Dieese como responsável pela destruição de 4,4 milhões de empregos no Brasil, recebeu da Alvarez & Marsal, consultoria estadunidense que lucrou com a destruição de empresas brasileiras, como Odebrecht e OAS, pela Lava Jato. É o que informa a jornalista Mônica Bergamo, em sua coluna, na Folha de S. Paulo. “O Ministério Público junto ao Tribunal de Contas da União (TCU) quer ter acesso a todos os documentos relativos ao rompimento do vínculo do ex-juiz Sergio Moro com a empresa de consultoria internacional Alvarez & Marsal. No ofício enviado ao ministro Bruno Dantas, do TCU, o procurador Lucas Furtado é específico: além da data do encerramento do contrato, ele pretende ter acesso aos ‘valores envolvidos’. Ou seja, a quanto Moro recebeu de indenização ou algo equivalente”, escreve Mônica. “O ex-ministro da Justiça do governo Bolsonaro começou a trabalhar na empresa em novembro de 2020. A contratação causou polêmica: a Alvarez & Marsal é administradora judicial do processo de recuperação do Grupo Odebrecht. Moro julgou e condenou acionistas e executivos da empresa quando estava na magistratura”, pontua ainda a jornalista. Leia direto na fonte em: https://www.brasil247.com/brasil/mp-investiga-ganhos-do-ex-juiz-suspeito-sergio-moro-com-a-alvarez-marsal?utm_source=mailerlite&utm_medium=email&utm_campaign=as_principais_noticias_desta_manha_no_brasil_247&utm_term=2021-12-14  

MP investiga ganhos do ex-juiz suspeito Sergio Moro com a Alvarez & Marsal Read More »

A arte nunca é isenta. É engajada

Por Tião Nicomedes Sarau de Veneta. Perifa Centro. O encontro de arteativistas aconteceu na sábado (11), reunindo artistas de todos os extremos e da cidade no centro de São Paulo.  Inaugurou um novo espaço cultural: duas salas no prédio que fica na quadra da Ipiranga /São João, pertinho da Galeria do Rock, da Praça da Sé, do Teatro Municipal e tantos outros lugares do centro histórico da capital paulista. Virou palco de poesia, música, dança, teatro. Mostra de pinturas, fotografias e das mais diversas formas de expressões artísticas. O encontro marcou também a estreia do documentário que conta um pouco da história curta, porém brilhante, da artista plástica #Marina Veneta, falecida esse ano. O filme narra a luta dos artistas e sonhos, a difícil façanha de viver da arte. Filmado em 2014, pelo cinegrafista #LeandroJorge, o documentário ficou pronto recentemente. Assim, Marina não teve a oportunidade de ver o filme pronto. Marina, que deixou um legado e uma lacuna na arte popular, engajada, provocativa, instigadora, como a arte deve ser. Lá do céu, energia que é, Marina que segue agora, adiante, com o Coletivo MarinaVive. #venetavive : Sebastião Nicomedes de Oliveira é “poeta das ruas”. Autor da peça teatral Diário de um Carroceiro e do livro As Marvadas é artista popular. Ex-catador e ex-morador em situação de rua, integra o MIPR (Movimento Internacional de População em Situação de Rua).

A arte nunca é isenta. É engajada Read More »

Campanha pela liberdade de Julian Assange

Por Sergio Amadeu da Silveira   A reportagem italiana logo abaixo mostra o vídeo Collateral Murder, divulgado pelo Wikileaks. É indiscutível que Assange está preso por divulgar diversos vídeos e informações que mostram os crimes do Estado norte-americano. A CIA armou uma acusação na Suécia contra Jualian Assange. Dizia que ele teria tido relação sexual sem o uso de preservativos. Isso mesmo. Assim, Assange foi preso pela Interpol na Inglaterra. A Interpol é a mesma que não prende os membros do Gabinete do Ódio a mando dos policiais bolsonaristas brasileiros. Assange se exilou na embaixada do Equador para se proteger. Mas, o governo inglês, violando os tratados internacionais, declarou que Assange não poderia ir em veículo diplomático até o aeroporto em direção à América do Sul. Depois de alguns meses, a embaixada do Equador foi invadida e Assange foi preso, mesmo com a Justiça da Suécia já ter retirado a acusação de crime sexual. As duas denunciantes do sexo sem preservativo eram agentes da CIA. A origem da prisão na Inglaterra caiu. A farsa ficou evidente. Assim, restou aos EUA pedir formalmente a extradição de Assange, acusado por crimes de espionagem. Mas Assange não espionou, nem roubou provas de ninguém. Assange montou o Wikileaks para permitir que a sociedade saiba a verdade sobre os crimes cometidos pelos Estados Unidos e grandes corporações. Nada é mais farsante do que a prisão de Assange. O vídeo abaixo mostra os assassinos norte-americanos dos repórteres da Reuters. Esse militares e seus comandante cometeram crimes de guerra. Assassinaram civis e crianças como mostra o vídeo Collateral Murder, exposto pelo Wikileaks. Os assassinos norte-americanos estão livres, mas Assange está preso. Chega de mentiras. Não podemos assistir tanta desinformação e violência de braços cruzados. Peço que cada uma e cada um se envolvam na campanha pela liberdade de Julian Assange. Defender a liberdade de Assange é defender o direito dos povos à informação verdadeira e de qualidade. É defender a justiça contra a violência. Chega de farsas. #FreeAssange A verdade precisa vencer. Liberdade para Assange.     Sérgio Amadeu da Silveira é sociólogo, professor doutor  da UFABC Membro do Comitê Científico Deliberativo da Associação Brasileira de Pesquisadores em Cibercultura (ABCiber). Integrou o Comitê Gestor da Internet no Brasil (2003-2005 e 2017-2020).   Vídeo disponível no link abaixo   https://m.youtube.com/watch?v=2e3NbrTriQE&t=13s  

Campanha pela liberdade de Julian Assange Read More »

Rolar para cima