Construir Resistência

22 de junho de 2021

500 mil mortes é sobre fora, Bolsonaro, sim’, dispara Anitta em rede social

Anitta acordou colocando a boca no trombone. Na manhã desta segunda-feira (21), a cantora fez um post no Twitter detonando o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) sobre o Brasil ter chegado na marca de 500 mil mortos por coronavírus. “500 mil mortes… é sobre FORA BOLSONARO sim! A favor da democracia, da economia, da saúde, da educação, do senso COLETIVO”, disparou Anitta no microblog. Na sequência do post da artista, alguns internautas disseram que ela jogou uma indireta para Ivete Sangalo, que também lamentou as 500 mil mortes, mas não quis se posicionar politicamente. “Por mais anittas e menos ivetes! É sobre isso!”, disse um seguidor. “VOCÊ NÃO DECEPCIONA, a única grande artista br que se posiciona. outras falam que não é sobre partidos. Você é necessária”, reagiu outro fã. Texto original no link abaixo abaixo: https://istoe.com.br/500-mil-mortes-e-sobre-fora-bolsonaro-sim-dispara-anitta-na-rede-social/  

500 mil mortes é sobre fora, Bolsonaro, sim’, dispara Anitta em rede social Read More »

Renuncie, presidente

Nota da #ABI – Associação Brasileira de Imprensa: *Renuncie, presidente!* *Descontrolado, perturbado, louco, exaltado, irritadiço, irascível, amalucado, alucinado, desvairado, enlouquecido, tresloucado.* Qualquer uma destas expressões poderia ser usada para classificar o comportamento do presidente Jair Bolsonaro nesta segunda-feira, insultando jornalistas da TV Globo e da CNN. Com seu destempero, Bolsonaro mostrou ter sentido profundamente o golpe representado pelas manifestações do último sábado. Elas desnudaram o crescente isolamento de seu governo. Que o presidente nunca apreciou uma imprensa livre e crítica, é mais do que sabido. Mas, a cada dia, ele vai subindo o tom perigosamente. Pouco falta para que agrida fisicamente algum jornalista. Seu comportamento chega a enfraquecer o movimento antimanicomial – movimento progressista e com conteúdo profundamente humanitário. Já há quem se pergunte como um cidadão com tamanho desequilíbrio pode andar por aí pelas ruas. Mas a situação é ainda mais grave: esse cidadão é presidente de um país com a importância do Brasil. Diante da rejeição crescente a seu governo, Bolsonaro prepara uma saída autoritária e, mesmo a um ano e meio da eleição, tenta desacreditar o sistema eleitoral. Seu objetivo é acumular forças para a não aceitação de um revés em outubro de 2022. É preciso que os democratas estejam alertas e mobilizados. Diante desse quadro, com a autoridade de seus 113 anos de luta pela democracia, a ABI reitera sua posição a favor do impeachment do presidente. E reafirma que, decididamente, ele não tem condições de governar o Brasil. Outra solução – até melhor, porque mais rápida – seria que ele se retirasse voluntariamente. Então, renuncie, presidente! Paulo Jeronimo Presidente da ABI http://www.abi.org.br/nota-oficial-renuncie-presidente/  

Renuncie, presidente Read More »

Somos setenta por cento?

Por Tião Nicomedes Brasil acima de tudo. 502 mil vidas perdidas para a #Covid19. 17, 9 milhões de doentes recuperados. 73 mil novos diagnósticos por dia. E os contágios não param de crescer. Ordem e Progresso x lockdown. A coisa chegou tal ponto que o povo saiu as ruas em meio a tudo isso. Assistimos ao presidente Bolsonaro batendo boca com jornalistas. Por causa de uso de máscara! E os clubes dos motoqueiros gastando milhões em passeios em apoio ao governo federal. E, mesmo as movimentações do Fora Bolsonaro. Pela causa, embora com as devidas precauções, inevitavelmente, aglomerando também. Em meio à tanta loucura, ainda as policias todas, representadas na força nacional, empenhados numa caçada: há um serial killer, um tal de Lázaro. Quem podia imaginar que uma nação cujo lema é #Deusacimadetodos poderia viver um inferno tão grande? É tragédia em cima de tragédia. Não bastasse a doença, a violência, ainda tem o desemprego absurdamente na casa dos 14 milhões. A fome impera. Danos daqui, danos dali. De lá, de acolá. O Brasil tá danado. E há os que querem isso mesmo. Que se danem todos. Contanto que hajam eleições em 2022. Mas, a verdade é que 21 pode ser o fim de tanta gente. Abriu-se as disputas antecipadas. Abriu-se também a contagem para o milhão de mortes. Por esse vírus maldito. Essa praga do Egito? Não. Essa é asiática. Ou vai saber ? De onde pode ser? Certo é que o planeta exala morte. Inspira medo. Há quem tente seguir a vida normal. Há quem vive numa paranoia de que respirar pode ser o fim da linha. Assim vamos batendo cabeça… Entre máscaras e vacinas, entre reivindicações de comida no prato, há gasolina no jato. Que a #pandemia tá assim: Misérias x super-enriquecimentos. É o #PIB (Produto Interno Bruto) Alto x Auxílio Baixo. A coisa anda tão confusa que até os animais tentam entender. Acreditem! Eu vi um cãozinho tentando entender o que fazia o desenho de um caixão do lado da palavra Vida? E, só ele, nesse dia., cumpria o #isolamentosocial. Obviamente, estamos enlouquecendo aos poucos. O presidente, então…     Sebastião Nicomedes de Oliveira é “poeta das ruas”. Autor da peça teatral Diário de um Carroceiro e do livro As Marvadas é artista popular. Ex-catador e ex-morador em situação de rua, integra o MIPR (Movimento Internacional de População em Situação de Rua).  

Somos setenta por cento? Read More »

Rolar para cima